Eu assisti o novo documentário dos Beatles – Eight Day´s a Week - The Touring Years

Eu assisti o novo documentário dos Beatles

Eight Day´s a Week - The Touring Years

Por Marco Antonio Mallagoli
revisão Marcia Maluf

cartaz-filme-net

A avant première foi há 4/5 dias em Londres, com a presença de Paul, Ringo, Olivia e Yoko e toda a família Beatle, produtores, pessoas que trabalharam e trabalham com eles e tudo o que se tem direito em um evento de gala.
Em 20/09/2016, tive o privilégio de assistir ao filme completo e tenho duas visões sobre ele:

titulo

A primeira versão é que, com certeza, vai agradar aos novos fãs dos Beatles, aos que pouco conhecem da banda
e aos que nunca viram um bom show deles em vídeo, pois poderão ter uma ideia do que foi a loucura da Beatlemania
e como os shows funcionavam.

she-loves-you


Vários episódios pessoais importantes deles são tratados de forma a dar uma boa ideia do que foi toda a loucura dos shows,
da vida deles e da revolução cultural e musical (apesar de em uma entrevista Paul dizer que eles não eram nada culturais,
o que é um ledo e grande engano dele) dos anos 60.

she-loves-you-02

Vários shows que até agora conhecíamos em branco e preto aparecem colorizados com muitas fotos e depoimentos de pessoas
que viveram a época e estavam lá quando o fato aconteceu enriquecem as informações do filme.

please-me


Algumas entrevistas com John Lennon são relativamente raras, apesar de serem conhecidas entre os mais fanáticos na íntegra,
mas que entraram nesse documentário pela primeira vez. Eu já conhecia essa entrevista e o vídeo.

john-interview

 

george-interview

 
As entrevistas com George Harrison são outtakes feitas para o “Anthology” mas não usadas, sendo que Ringo e Paul deram
entrevistas especiais para o filme, o que dá um aval maior ao documentário.

paul-interview

ringo-interview

A segunda versão que é para um fã que conhece bem os Beatles, tem todos os shows em VHS, DVD, etc...
e sabe de cor e salteado o que aconteceu na vida deles e nos shows e espera ver cenas inéditas,
shows nunca antes mostrados e revelações novas e bombásticas – decepção.

abbey-road-65


Além de não mostrar um show completo, nem mesmo uma música completa com começo, meio e fim,
sem nenhum comentário em cima do som original ou alguma foto em edição no meio da música tirando o foco do show,
não tem nada novo ou pouco conhecido.

quarrymen


Cenas e fatos já extensivamente narrados em outros documentários como o “Compleat Beatles” ou mesmo o “Anthology”,
até mesmo seguiram a linha desses documentários, ou seja, nada foi criado, apenas repaginado.

president-room


Eu esperava algo direcionado apenas aos shows, mostrando um mix de músicas, pelo menos algum show inédito,
e não uma narrativa dos fatos, contando mais uma vez a história deles, na minha opinião já esgotada
e muito bem dissecada no “Anthology”.

shea


Como sempre nas entrevistas atuais de Paul e Ringo, feitas especialmente para o documentário, há pouco a acrescentar; afinal,
eles já esgotaram esse assunto com Paul falando mais, mas sem muito a acrescentar e Ringo me pareceu meio perdido,
sem nada a acrescentar, fazendo apenas piadas, como sempre.

john-glasses


Perderam uma grande chance de fazer algo realmente novo e memorável; para mim, o resultado final foi decepcionante
e serviu apenas para deixar os Beatles na mídia novamente.

teto-apple